Preventiva em impressoras!

Manutenção preventiva em impressoras: por que, como e quando fazer?

Quem trabalha com uma impressora por perto deve sempre manter em mente que a máquina necessita de um cuidado de manutenção para que a sua vida útil não diminua drasticamente. Aliás, não só quem trabalha com uma impressora, mas quem tem uma em casa também deve ficar atento na hora de realizar uma manutenção preventiva no equipamento.

Qual a necessidade de realizar uma manutenção preventiva em impressoras?

Afinal, Porque? Como? E quando fazer?

As peças de impressoras, como as de qualquer maquinário, sofrem de um desgaste natural causado pelo seu uso repetitivo. É inevitável que essas peças sofram danos durante o seu uso, ficando mais frágeis com o tempo e podendo trincar ou quebrar, prejudicando assim o usuário.

Esse desgaste fica mais acentuado quando não ocorre uma manutenção preventiva da impressora. Cada vez que o equipamento imprime um documento, sobra um pouco de resíduos dentro dela. Esses resíduos se acumulam, podendo causar danos como desgastes e desalinhamento da peça, além de erros de impressão.

Por isso é necessário que uma manutenção preventiva seja realizada regularmente, aumentando o tempo de vida útil do hardware. Essa é uma medida bem mais econômica do que deixar a impressora sem reparos, já que o preço para a troca de uma peça danificada é bem maior do que realizar a manutenção que vai salvar essa mesma peça.

Segundo especialistas da revista Recicla Mais, o ideal é que os donos de impressoras para uso comercial, ou seja, para trabalho, devam realizar uma manutenção preventiva a cada seis meses de uso da máquina1. Já quem tem uma impressora para uso doméstico deve realizar a mesma manutenção a cada oito a 12 meses.

1Depende da utilização do equipamento, demanda de impressão mensal.

Como fazer manutenção preventiva de impressoras?

A manutenção preventiva em impressoras é feita por meio de um processo que é constituído de três etapas: limpeza,  lubrificação e regulagem.

Abaixo, nós explicamos mais detalhadamente cada uma das etapas:

Limpeza

É a primeira etapa do processo de manutenção preventiva. A maneira correta de se realizar uma limpeza precisa e detalhada na impressora é desmontar a máquina por completo e então lavar cada peça separadamente, evitando que existam partes que fiquem limpas e outras não. Tome bastante cuidado para não esquecer de como remontar a impressora depois.

Lubrificação

Com a impressora limpa, vem a segunda parte do processo de manutenção preventiva. Então é necessário remontar a máquina, lubrificando todas as partes necessárias. Para isso, adquira um lubrificante de boa qualidade que seja desenvolvido especificamente para impressoras, já que outros tipos de lubrificantes costumam ser aderentes à poeira, algo que não é recomendável no interior de uma impressora.

Regulagem

Essa é a terceira e última parte do processo de manutenção preventiva da impressora e também a mais difícil. Com a máquina montada e lubrificada, é preciso regular e calibrar as suas peças, já que a própria remontagem ou uso contínuo podem desregular as peças da impressora.

Conclusão:

Agora que você já sabe a necessidade de realizar uma manutenção preventiva nas suas máquinas – e como fazer esse processo – é hora de colocar a mão na massa e garantir que a vida útil da sua impressora seja sempre estendida.

Você tem o hábito de realizar manutenções preventivas nas suas impressoras? Compartilhe sua opinião com a gente! Ou melhor, contate-nos que podemos realizar esse trabalho.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2014, Kamiit Blog. Todos Rights Reserved.